Siga-nos

Perfil

Expresso

O crime e a cobardia estão no ADN da extrema-direita

Salvini disse que seria útil avaliar se Roberto Saviano, jornalista há 12 anos com a cabeça posta a prémio pela Mafia, ainda precisa da proteção policial. Saviano é bastante crítico do novo governo e o ministro do Interior decidiu usar o medo da Mafia para tentar calar um opositor

O jornalista autor do livro “Gomorra”, Roberto Saviano, vive há 12 anos protegido pela polícia por se dedicar a investigar a mafia napolitana. Graças à sua obra sobre a Camorra, a sua presença é frequentemente solicitada no estrangeiro para conferências. Por ter a cabeça a prémio, é sempre acompanhado por seguranças policiais. A proteção de Saviano não é um favor do Estado, é um dever do Estado. O escritor é perseguido por criminosos por denunciar criminosos. Está do lado da lei contra o crime e a sua liberdade (incluindo a de movimentos) não pode ser limitada por isso.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)