Siga-nos

Perfil

Expresso

Póvoa Semanário

PS/Póvoa apela ao PSD local para alertar direcção do partido a chumbar os chip´s

Os socialistas poveiros lembram que a Assembleia Municipal da Póvoa de Varzim já aprovou, por unanimidade, duas moções contra as portagens nas SCUT.

Póvoa Semanário

A comissão politica do Partido Socialista da Póvoa de Varzim fez um apelo à concelhia local do PSD, presidida pelo vice-presidente da autarquia, Aires Pereira, para que a alerte a direcção nacional dos social-democratas para a necessidade de os seus deputados não aprovarem o diploma que institui o sistema electrónico de pagamento de portagens nas SCUT.

Em comunicado enviado às redacções, o PS/Póvoa lembrou que: "No actual quadro parlamentar a aprovação dos designados chip's para pagamento de portagens dependerá da forma como votarem os Deputados do PSD na Assembleia da República. Neste sentido e tal como outros dirigentes do PSD já o fizeram publicamente, nomeadamente o presidente da CM do Porto Rui Rio, entende o PS da Póvoa de Varzim que os dirigentes do PSD/Póvoa não se devem coibir de manifestar publicamente à direcção nacional do seu partido o interesse para esta região da não aprovação do diploma no actual modelo de discriminação regional".

Os socialistas recordaram que "com a introdução das portagens está em causa o superior interesse de toda a nossa região, e que seria um bom contributo para a actividade política o PSD/Póvoa manifestar publicamente a necessidade dos seus deputados na Assembleia da República travarem esta intenção, pois entendemos que esta questão deve ser transversal a todos os partidos e deve estar acima de seguidismos partidários, tal como, aliás, o PS/Póvoa tem vindo a fazer sem hesitações".

O PS/Póvoa recordou que sobre matéria a comissão politica local "já apresentou o Moção contra o Governo, da mesma cor partidária, no congresso Distrital"

No comunicado distribuído, os socialista poveiros recuperam a "Assembleia Municipal da Póvoa de Varzim já aprovou por unanimidade duas moções contra a introdução de portagens na A28 e que essa aprovação acarreta responsabilidades políticas que devem ser assumidas", sublinhando que "na bancada parlamentar do PSD na Assembleia da República há uma deputada do nosso concelho [Carla Barros] e que enquanto deputada municipal aprovou uma moção contra as portagens, como tal, esperamos agora que a sua posição seja consequente com essa sua votação.

 

Reserva de dispositivo para

circular nas SCUT custa 25 euros

 

O presidente do Automóvel Clube de Portugal já recomendou os automobilistas a não adquirirem o equipamento até o decreto de lei que regula a sua utilização ser aprovado na Assembleia da República

 

Desde a passada segunda-feira que já estão disponíveis para reserva os identificadores electrónicos que irão permitir aos automobilistas circular nas SCUT, nomeadamente na A28.

Aquisição dos equipamentos, que serão obrigatórios a partir de dia 1 de Junho, terá de ser sinalizada com um valor de 25 euros, numa verba que será depois creditada nas utilizações das vias agora portajadas.

Estes dispositivos poderão ser reservados nos balcões dos CTT e nas lojas da Via Verde, embora para quem já tenha o equipamento de Via Verde não seja obrigatória.

No entanto, ainda esta semana, o presidente do Automóvel Clube de Portugal (ACP), recomendou aos automobilistas não fazerem, para já a reserva dos equipamentos, uma vez que apenas esta quinta-feira a Assembleia da Republica irá votar a sua legalização e introdução.

"Não vale a pena as pessoas estarem a comprar, ou a fazer pré-reservas de chips ou de vias verdes, quando não se sabe se na quinta-feira isso vai passar, ou não, na Assembleia da República", disse Carlos Barbosa, acrescentando: "Como todos os partidos da oposição já disseram que estavam contra, vai ser chumbado, e se vai ser chumbado não vale a pena estar a pôr dinheiro nos cofres dos CTT, nem do Estado, para depois ser devolvido".

Entretanto, durante o dia de ontem, responsáveis do PSD negaram rumores que davam conta que o partido da oposição se iria juntar ao Governo para aprovação do diploma que fixará a regulamentação dos dispositivos electrónicos de identificação, levando a querer que este modelo de cobrança de portagens não vá para a frente.

Entretanto, ainda no plano político sobre este assunto os social-democratas ameaçaram que irão votar pela suspensão da introdução de portagens nas SCUT no Parlamento caso o Governo não apresente até 09 de Julho uma nova iniciativa legislativa que incorpore "princípios de universalidade".

É precisamente nesse dia que o hemiciclo irá fazer a apreciação parlamentar do decreto-lei que regula a introdução de portagens nas SCUT, diploma sobre o qual CDU e BE já garantiram que irão pedir a revogação.