Siga-nos

Perfil

Expresso

Gazeta das Caldas

Experiência de teatro comunitário apresenta "Zaragatas em Chioggia" na Nazaré

Os profissionais do Teatro da Rainha e actores amadores nazarenos juntam-se este fim-de-semana no palco do Cine-Teatro da Nazaré para apresentar "Zaragatas em Chioggia", uma comédia de Carlo Goldoni que faz um "retrato afectuoso e nostálgico" da comunidade de pescadores e de rendilheiras da vila de Gioggia, em Veneza.

Gazeta das Caldas / Joana Fialho

Escrita em 1762, "Zaragatas em Chioggia" conta a história de uma verdadeira balbúrdia instalada na comunidade piscatória italiana quando um barqueiro tenta seduzir as esposas e noivas dos pescadores, que aguardam a chegada dos homens depois de uma longa temporada no mar. Quando os pescadores finalmente chegam e se apercebem que o barqueiro está a aliciar as suas mulheres com abóbora doce, a zaragata instala-se e todos acabam em tribunal.

Carlo Goldoni escreveu a peça cerca de três décadas depois de ter exercido funções de magistrado na comunidade piscatória. Mais de dois séculos depois, a comédia é recuperada numa vila que partilha com Chioggia algumas das tradições e dos modos de vida dos homens do mar e das suas famílias.

Em cena hoje e amanhã, dias 18 e 19 de Junho, às 21h30, "Zaragatas em Chioggia" junta em palco os profissionais do Teatro da Rainha e amadores nazarenos. Uma experiência que pretende "propiciar aos amadores nazarenos o contacto muito estreito com modos de fazer teatro com padrões de exigência e com recursos técnico-artísticos que poderão constituir-se num estímulo para novas aventuras teatrais locais", explica o encenador Luís Varela. Isto numa terra onde o teatro esteve sempre bem presente e se manifestava tanto nas encenações profissionais (como as promovidas noutros tempos por Fernando Ybarra) como nas populares cegadas e nos ranchos de fantasia que animam o carnaval nazareno.

Esta experiência teatral decorre de um protocolo de colaboração estabelecido entre a companhia de teatro residente nas Caldas da Rainha e a Câmara da Nazaré. Um acordo que se traduz ainda na dinamização do teatro para jovens e para os adultos da Universidade Sénior e a apresentação de espectáculos na vila.

A apresentação de "Zaragatas em Chioggia" na Nazaré propiciou já a realização de uma tertúlia sobre a vida e obra de Carlo Goldoni, no passado dia 4 de Junho, que contou com a presença dos actores e encenadores José Peixoto, Fernando Mora Ramos, do encenador Luís Varela e de Álvaro Laborinho Lúcio. Considerado um dos nomes maiores do teatro europeu, Carlo Goldoni foi, para José Peixoto, "um autor incompreendido no seu tempo". Mas a verdade é que "ainda hoje continuamos a encenar o teatro tal como ele o concebeu".

Um encontro, no qual Luís Varela diz que a experiência de teatro comunitário que vai culminar com a apresentação da peça a partir desta noite, tem sido "horrivelmente fácil" pela rapidez e agilidade como as pessoas acolheram tanto a dramaturgia clássica como uma linguagem exigente. "O modo como passam de representar Ybarra ou cegadas para um palco exigente é desconcertante", afirmou o encenador.

O resultado para ver hoje ou amanhã, numa peça que além da encenação de Luís Varela conta com cenografia de José Carlos Faria, também do Teatro da Rainha.