Siga-nos

Perfil

Expresso

A vida de saltos altos

Homens na creche, mulheres no shopping...

Se as mulheres não se fartam de ir às compras, os homens fazem tudo para escapar ao "martírio". Na Alemanha e na Áustria já há creches para elas deixarem os maridos. Será que a moda pega?

Liliana Coelho (sapato nº 37) (www.expresso.pt)

Todos os homens se queixam do mesmo. É uma chatice acompanhar as mulheres ou as namoradas nas compras. Compulsivas, indecisas, chatas são as mulheres consumistas no seu melhor. Roupas, acessórios, sapatos... tudo serve de pretexto para dar voltas e voltas nas lojas e gastar alguns cêntimos. Resultado? Ou os homens optam por acompanhá-las ao shopping, para simplesmente agradá-las e sujeitam-se a uma valente seca ou... dizem que não sob o risco de elas ficarem irritadas durante os próximos tempos.

Na Alemanha inventaram uma solução, as chamadas "creches" para homens. O "Maennergarten" é uma versão masculina dos jardins de infância, onde as mulheres podem deixar os maridos sempre que vão às compras. Nestes espaços junto aos shoppings, os utilizadores têm ao dispor uma panóplia de diversões - playstation, música, revistas masculinas, livros de banda desenhada, revistas ... e claro não pode faltar a cerveja.

Por cerca de 20 euros, cada cliente tem direito a almoço, duas cervejas e acesso livre à internet. Há também plasmas para os adeptos de futebol poderem assistir em directo aos jogos, que têm captado muitos fãs neste Mundial. A iniciativa, que nasceu em 2003 em Hamburgo, está agora a chegar à Áustria.

Compras, o anti-stress feminino?

É certo que os homens agem muitas vezes como crianças...mas daí a colocá-los em "creches", enquanto as mulheres resolvem queimar o dinheiro nas compras? Hilariante. Ridículo, no mínimo. Parece que estamos a falar do nosso animal de estimação. Ponto 1. Talvez o ideal seja mesmo mentalizarmo-nos que os homens, simplesmente, não gostam de ir às compras e cada um vai para o seu lado. Destinos opostos, sim! Não é preciso "depositá-los" num espaço ao lado de onde vamos fazer compras.

Aliás, devo confessar que sempre me fez alergia a ideia dos casais tipo lapa, que não se largam por um minuto. Não é saudável para o casal, e pode ser mesmo a morte anunciada de uma relação. Ponto 2. Se conseguirmos convencê-lo a acompanhar-nos às compras, devemos fazer um esforço para sermos mais práticas e decidirmos à primeira. Quando gostarmos de uma coisa e nos ficar bem, há que não hesitar e comprar logo. Pois, como diz o ditado, "Quem espera, desespera!"