Siga-nos

Perfil

Expresso

Executivos sem gravata

Mulher de armas. Um exemplo de dedicação... e trabalho

Madalena Teixeira Duarte, presidente da Ajuda de Mãe, é a prova de que quanto mais de faz mais tempo se tem. É tudo uma questão de atitude, coragem, liderança e, claro, boa gestão

Rosália Amorim

Sem uma boa gestão do tempo e do dinheiro, uma liderança forte, uma atitude empreendedora e crente no futuro e uma boa dose de coragem não se leva adiante nenhum grande empreendimento.

Todos esses ingredientes são fundamentais, tanto para dirigir empresas como instituições de solidariedade social. É o caso da Ajuda de Mãe, um projecto que tem o dom de ajudar mães em risco e de as auxiliar na criação do melhor ambiente para terem os seus bebés.

Madalena Teixeira Duarte é a mulher do leme. Dirige com voz feminina e decidida, pulso de ferro e passo apressado um caso de sucesso entre o terceiro sector da economia.

Atravessou a pior fase económica da instituição ao longo do último ano, mas nem isso a fez baixar os braços. Chegou a ter meia centena de ordenados das colaboradoras para pagar e não ter como, mas acreditou que as ajudas íam chegar e chegaram, por parte de empresas e particulares. Mas mesmo assim, revela que os apoios financeiros dados pelas empresas caíram para um terço desde há cerca de 1 ano.

Madalena poderia estar a usufruir do conforto que lhe é permitido por pertencer a uma das famílias mais ricas de Portugal, a Teixeira Duarte, mas dá o exemplo trabalhando pelos outros. Afinal, afirma que "as mulheres dos ricos devem trabalhar para o bem comum".