Siga-nos

Perfil

Expresso

Robotizando

A Crise Não Chega à Robótica

Há por aí muita e importante gente que entende que a crise se resolve fazendo parar o país. Mas a Robótica portuguesa ignora a crise e continua a afirmar-se nos mais diversos palcos nacionais e internacionais, com uma pujança que mostra o caminho para que no futuro nem estejamos sujeitos a pressões externas nem aos já habituais Velhos do Restelo. 

Pedro U. Lima

Há por aí muita e importante gente que entende que a crise se resolve fazendo parar o país. Mas a Robótica portuguesa ignora a crise e continua a afirmar-se nos mais diversos palcos nacionais e internacionais, com uma pujança que mostra o caminho para que no futuro nem estejamos sujeitos a pressões externas nem aos já habituais Velhos do Restelo. 

Só no último ano, o EXPRESSO e o Falar Global referiram trabalho significativo de empresas e grupos de investigação nacionais em áreas tão diversas como  

São exemplos como estes que apontam o caminho para pontapear a crise continuando a empurrar o futuro, para que no futuro sejamos um país que resista a especuladores sem escrúpulos pela qualidade da sua tecnologia, e não pela sua mão de obra barata e desqualificada.

O conteúdo deste blogue é da inteira responsabilidade da Sociedade Portuguesa de Robótica.