Siga-nos

Perfil

Expresso

Física

A fórmula mística de Minkowski

Orfeu Bertolami

Em 21 de Setembro de 1908, numa palestra para a 80ª. Assembleia da Associação de Naturalistas e Médicos Cientistas da Alemanha, que teve lugar em Colónia, o matemático Hermann Minkowski (1864 - 1909), professor de Einstein, Marcel Grossmann, Max von Laue, Constantin Carathéodory entre outros, avançou com a ideia que a independência das leis da física na velocidade dos referenciais, a base da teoria da relatividade restrita, era mais evidente e frutífera quando considerada num contexto onde espaço e tempo estivessem unificados numa única entidade, o contínuo espaço-tempo. Minkowski expressa esta unificação através de uma fórmula, que designa, por razões auto-evidentes, por mística (ver ilustração).

Esta unificação tem profundas implicações para a física e é o culminar de mais de 2000 anos de investigação filosófoca e científica acerca da natureza do espaço e do tempo. Contudo, apesar dos desenvolvimentos que a unificação sugerida por Minkowski propiciou, em fenómenos macroscópicos, e não só, o carácter essencialmente irreversível do tempo sugere que esta entidade física seja fundamentalmente distinta do espaço. Este "mistério de Khronos" é, em grande parte, ainda um enigma por se compreender.

O conteúdo deste blogue é da inteira responsabilidade da Sociedade Portuguesa de Física.