Siga-nos

Perfil

Expresso

A Europa desalinhada

Os britânicos que amam a Europa

Num país ainda cheio de bebedores de cerveja, começa a destacar-se uma nova geração mais em sintonia com outros comportamentos sociais europeus. 

Clique para saber tudo o que se passa na Europa

Nova Europa foi a expressão elegante criada por Donald Rumsfeld em benefício do esforço de guerra da Administração Bush. Os "europeus da velha guarda" não gostaram dela e ridicularizaram-na, porque insinuava que a Europa se encontrava mais dividida do que realmente estava quanto à invasão do Iraque. Mas não podiam negar que continha uma pontinha de verdade. Havia, na verdade, uma ruptura entre os que apoiavam a cruzada de Bush pela democracia - muito pela sua história recente - e aqueles que  olhavam para essa campanha como um desperdício de recursos militares.

No entanto, isso foi naquela época. Agora que a Polónia e a Rússia estão a fazer as pazes, que a Europa Central e de Leste perdeu o gosto por travar as guerras dos EUA e que a Administração Obama está a pôr de lado a ideia das relações especiais, pode ter chegado a altura de enterrar de vez este conceito irritante. Seis anos depois de a União Europeia ter completado o seu maior alargamento simultâneo, as divisões não são tão acentuadas nem tão amargas como eram.