Siga-nos

Perfil

Expresso

A Europa desalinhada

O fim da linha para o "New Labour"

Tudo parece indicar que, nas eleições de 6 de Maio, os britânicos irão dizer adeus ao "New Labour".

Clique para saber tudo o que se passa na Europa

A política pode levar à exaustão. O fim da era do "New Labour" [novo Partido Trabalhista] está patente na atitude abatida de Gordon Brown. Tudo o que resta da energia e excitação que levaram o partido ao poder, há 13 anos, é o mantra segundo o qual os conservadores de David Cameron iriam piorar a situação. A votação para as eleições gerais de quinta-feira ainda não se realizou. Até os votos serem contados, o primeiro-ministro agarrar-se-á à esperança de que aconteça alguma coisa.

Talvez os liberais democratas de Nick Clegg consigam, afinal, quebrar a rotina do domínio alternado dos dois partidos, no Reino Unido - ou, pelo menos, privar David Cameron da maioria. Talvez - mas só talvez - os trabalhistas possam continuar a governar em coligação. Três mandatos é muito tempo para qualquer Governo, dizem alguns ministros. Uma longa permanência no poder priva os políticos do benefício da dúvida. A confiança do eleitorado desgasta-se. Qualquer partido teria de lutar para obter um quarto mandato.