Siga-nos

Perfil

Expresso

A Europa desalinhada

Nada de cheques em branco para a Grécia

A Eslováquia recusa-se a pagar a factura para apoiar a Grécia.

Clique para saber tudo o que se passa na Europa

"A Eslováquia vai esperar antes de ajudar a Grécia", diz o título do "Sme". O primeiro-ministro Robert Fico exige que a Grécia dê provas da sua capacidade para reduzir a dívida pública, antes de desbloquear a parte eslovaca da ajuda de 110 mil milhões decidida pela União Europ+eia e pelo FMI.

"Dada a situação política, é quase impossível alcançar um acordo no seio do Parlamento", salienta o diário de Bratislava, que recorda que as eleições legislativas eslovacas estão marcadas para 12 de Junho. Excepto se houver pressões dos parceiros europeus, os cerca de 800 milhões de euros (1% do seu PIB) que a Eslováquia deve entregar à Grécia serão aprovados pelo Governo que sair das urnas em 12 de Junho.

A Eslováquia foi o último país a aderir à zona euro, em 2009, o que reforça o discurso populista segundo o qual "vamos ajudar um país mais rico", observa o "Sme".