Siga-nos

Perfil

Expresso

A Europa desalinhada

Lições cipriotas para cortejar o urso russo

Presseurop

Clique para saber tudo o que se passa na Europa

Um Estado insular que se apresenta como o destino de eleição para os súper ricos - especialmente se vêm da Rússia - lavarem o seu dinheiro e as suas reputações, enquanto desfrutam de boa vida e impostos baixos. Depois, descobre-se que nem tudo é o que parece.



Não é apenas Chipre que tem razões para lamentar o seu modelo de negócio. Com os recursos naturais da antiga União Soviética a serem pilhados por alguns indivíduos sem escrúpulos e politicamente bem relacionados, no início de 1990, a Grã-Bretanha tornou-se um lugar de boas-vindas, uma segunda casa, para uma nova elite global.



Londres é, ao mesmo tempo, parque de diversões e campo de batalha para os milionários russos. Às vezes, as coisas correm mal. O assassinato de Alexander Litvinenko, na capital inglesa, foi um dos ataques mais ousados. A descoberta, no sábado, do cadáver de Boris Berezovski na sua muito bem guardada mansão do Berkshire, levantou mais suspeitas. Foi o suicídio, como inicialmente se sugeriu, de um homem que perdeu grande parte da sua fortuna no confronto com os seus inimigos? Ou foi algo mais sinistro?



Continue a ler o artigo do "Guardian" em Presseurop.eu.