Siga-nos

Perfil

Expresso

A Europa desalinhada

Até o pão está em saldos

Os padeiros de Atenas acabam de decidir fixar o preço do pão em 50 cêntimos, porque os gregos consomem cada vez menos. Esta iniciativa pode estender-se a outros sectores.

Clique para saber tudo o que se passa na Europa

Há alguns dias, 81 vendedores e produtores de hortícolas da região de Salónica anunciaram que, a partir de 1 Junho, vão baixar o preço da fruta e dos legumes nos mercados, depois das 12h, até aos 50%, para as famílias numerosas e os desempregados.

Hoje, é a vez dos padeiros. A União dos Padeiros de Atenas decidiu baixar o preço do pão fresco a certas horas do dia. "Propusemos aos nossos membros que reduzissem o preço como quiserem, de modo a ajudar os mais desfavorecidos", explicou o presidente da União, Andreas Christou. A oferta é válida em metade do dia, ou seja, entre as 14 e as 16 horas. O pão normal (350 gramas, em média) custará 50 em vez dos habituais 80 cêntimos a um euro. "É um preço razoável", acrescentou Christou. O tipo de pão e a duração desta intervenção não foram declarados. É uma operação que tem por objectivo ajudar as pessoas mais desfavorecidas, que são as primeiras a sofrer com a crise. (continuar a ler o artigo no site Presseurop.eu)