Siga-nos

Perfil

Expresso

A Europa desalinhada

As lições que a África nos ensina

A experiência dos países africanos indica que as medidas de austeridade podem desencadear mais recessão na zona euro.

Clique para saber tudo o que se passa na Europa

É já claro que os problemas da economia grega - e da zona euro - não foram, nem podem ser, resolvidos através de uma vasta injecção de financiamento de emergência do BCE e do FMI. O Governo grego está a ser forçado a aplicar medidas de austeridade, que causarão um forte declínio dos rendimentos e do emprego, não apenas agora mas igualmente no futuro previsível, e que não só não irão corrigir os desequilíbrios existentes mas até agravá-los.



Os países pobres altamente endividados (PPAE) de África podem contar aos gregos algumas coisas sobre este processo. Podem dizer-lhes que as medidas deflacionárias que são impostas aos Governos levam a actividade económica a entrar numa espiral descendente, que destrói as capacidades e as perspectivas existentes de futuro crescimento e empurra vastos sectores da população para uma existência material delicada e de insegurança.