Siga-nos

Perfil

Expresso

Tudo vai bem… até à catástrofe

Há 177 países que saíram da crise mais depressa do que Portugal. O facto, que fez ontem título da edição do Expresso Diário, é um sinal de alerta. Por uma razão sólida: é que vem por aí outra crise. Não sabemos quando, nem como, nem de que forma, mas todos os economistas e analistas sabem. Isso não nos deve tirar o sono, porque ao fim e ao cabo, as crises aguentam-se (como dizia Ulrich). Mas deve-nos aconselhar prudência

Na luta surda dos apoiantes do Governo em torno do OE para 2019, não sei se essa virtude da prudência está assegurada. Bem sei que Costa e Centeno já se viram obrigados a dizer que não há dinheiro. De facto, não há para tudo o que quer a esquerda. E, com os dados divulgados pelo FMI nada indica que venha a haver.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido

  • Há 177 países que saíram mais depressa da crise do que Portugal

    Segundo as mais recentes previsões do FMI, o PIB português dentro de cinco anos estará apenas 8,7% acima do que era em 2008. Dos 190 países para os quais há estatísticas, apenas 13 têm pior desempenho: Itália e Grécia, na União Europeia, e, fora dela, casos como a Líbia, a Venezuela, a Ucrânia ou o Sudão