Siga-nos

Perfil

Expresso

Aparelho de Estado

Sobre o TGV e essas coisas

Estou a pensar em mudar de carro. Como? Os meus filhos pagam.

Inês Teotónio Pereira (www.expresso.pt)

Não, claro que não juntei dinheiro para comprar um carro novo. Disparate: não tenho poupanças, só tenho dívidas. Há anos e anos que é assim e ainda ninguém morreu por isso. Só me pediram para consumir para estimular a economia. Faz sentido: se eu compro, alguém vende, alguém produz ou importa (é indiferente) e todos ganham. Se eu poupo, só ganham os bancos. Esses fascistas. E eu sempre consumi. À grande. Por isso, agora vou comprar um carro novo. Preciso. O meu está a ficar velhinho e não tem dvd para os miúdos. Não dá.

Não, claro que não tenho dinheiro. Mas vou ao banco. E se o banco não me emprestar, peço a alguém; à minha mãe, por exemplo, que  nunca me recusou um empréstimo - é assim como a Alemanha a minha mãe, só que muito mais bonita.

Não, claro que não tenho dinheiro para pagar o empréstimo. Mas não faz mal. Quando os meus filhos forem crescidinhos e puderem trabalhar eles que o paguem. O carro também é para eles, ou não é?