Siga-nos

Perfil

Expresso

Aparelho de Estado

Saudades de Manuela Ferreira Leite

O efeito retroactivo do agravamento do IRS é a gota que faltava no copo da farsa eleitoral de 2009.

Lourenço Cordeiro

A confirmar-se a o efeito retroactivo do agravamento do IRS a todo o ano de 2010, não há maneira de José Sócrates sair bem da fotografia da farsa eleitoral de 2009. Sócrates alega que estas são medidas para combater uma conjuntura que ninguém foi capaz de prever, esquecendo-se de que acabou de sair de umas eleições legislativas em que saiu vencedor por se ter assumido como o contraponto de um candidato que previu tudo isto que está a acontecer. Enquanto Manuela Ferreira Leite ditava o seu discurso "derrotista e alarmista", o candidato do PS prometia pontes, auto-estradas e comboios de alta velocidade, dizendo que era preciso "esperança" no futuro. Como se viu, a "esperança" morreu cedo e tudo - tudo - o que o Partido Socialista disse nos últimos meses sobre o estado da economia nacional foi já desdito. Não sei se isto dá vontade de morrer, mas dá pelo menos vontade de recolher a Azóia de Baixo e ficar por lá a produzir azeite.