Siga-nos

Perfil

Expresso

Aparelho de Estado

Ricardo Rodrigues, a Amy Winehouse da política portuguesa

Ou de como estamos todos a alimentar polémicas estéreis e profundamente injustas para com um homem que, com um só gesto, provou a sua estatura moral.

Miguel Caldas, www.expresso.pt

Parece que para Francisco Assis (líder parlamentar do PS) a cleptomania do Ricardo Rodrigues (Membro do Conselho Superior do Ministério Público) não só é desculpável como a nossa indignação é censurável:

"Conto com ele, o partido conta com ele e o país conta com ele, porque é um homem de craveira e de qualidade e o Parlamento não pode estar assim a prescindir de figuras com esta qualidade", acrescentou Assis, após uma reunião em que se ouviram aplausos a Ricardo Rodrigues."

Bem sei que para o PS, após estes anos de Sócrates, os níveis de expectativa em termos de gravitas não estão particularmente altos, mas falarem-nos da elevação de um senhor que a única qualidade percebida é uma agilidade manual normalmente só vista no Metro a hora de ponta, é um bocadinho demais.

Se isto continua assim, o homem ainda sai disto comendador.