Siga-nos

Perfil

Expresso

Aparelho de Estado

Dourada falta de noção

O Estado usou a golden share para, em nome do interesse nacional, impedir a oferta da Telefónica pela Vivo, aceite por 73,9% dos accionistas. Perdeu-se a noção. E a vergonha.

Adolfo Mesquita Nunes (www.expresso.pt)

A utilização da golden share pelo Estado português para impedir a venda da Vivo é um bom sinal da absoluta falta de noção e de vergonha dos nossos governantes.

Através dela, o Estado, pelas mãos do governo socialista que se recusa a tomar uma qualquer decisão efectiva que seja de redução da despesa pública,  acha-se na disponibilidade de mostrar ao Mundo que, por aqui, a vontade esmagadora dos accionistas vale nada contra os caprichos de um governo.

Através dela, o Estado, pelas mãos de um governo socialista que nunca alcançou a iminência e a gravidade de uma crise como a que vivemos, acha-se no direito de saber melhor do que a esmagadora maioria dos accionistas qual o interesse a acautelar no âmbito desta operação.

Através dela, o Estado, pelas mãos de um governo socialista que ensaia todas as possíveis estratégias para não mexer uma palha que seja na despesa pública, acha-se na figura de vir falar de um interesse que há muito deixou de acautelar: o interesse nacional.

Através dela, o Estado, pelas mãos de um governo socialista que sempre negou qualquer interferência ou desejo de interferência na PT, acha-se na vergonha de, afinal de contas, dar-se ao preparo de lançar uma bomba atómica na empresa.