Siga-nos

Perfil

Expresso

Aparelho de Estado

Do interesse jornalístico, no dia da morte de Saramago

Tiago Mota Saraiva

Faço zapping pelos canais de informação, ligo a rádio, leio os jornais. Morreu um dos nossos - como escreve o Manuel Gusmão, e procuro nos media tradicionais as palavras de alguns dos nossos.

Contudo, o espaço mediático encontra-se encerrado por vazias declarações de Sócrates, Cavaco, Sousa Lara ou dos habituais "comentadores independentes". Um ou outro escritor consegue romper o cerco e assisto a uma curta declaração do Urbano Tavares Rodrigues. O "interesse jornalístico" canibaliza a memória do homem, do comunista, a sua dimensão ética, humana e política. Na blogosfera vai-se existindo e resistindo. Aqui ficam as ligações para os textos do Vítor Dias, António Abreu, Samuel e Santiago Macias.

(também publicado no 5dias)