Siga-nos

Perfil

Expresso

Aparelho de Estado

CRP junta-se ao socialismo na gaveta

Um dos maiores problemas do socialismo consiste da divinização de algo que ninguém sabe o que é e ao qual todos nos devemos subjugar: o interesse público.

Adolfo Mesquita Nunes (www.expresso.pt)

Qualquer ditadorzinho de algibeira sabe que o primeiro passo para o reforço da sua autoridade consiste na sua afirmação como intérprete do interesse público. Nem a lei, nem a Constituição nem as instituições conseguem, como ele, saber ao certo e com rigor qual o interesse público motivador da acção política. E assim nascem as ditaduras.

A coisa parece distante, assim contada. Mas quando ouvimos o Ministro das Finanças de Portugal considerar que a sua especial visão do interesse público se sobrepõe às disposições constitucionais, e quando o ouvirmos dizer tal disparate sem se rir, podemos começar a acreditar que, bem vistas as coisas, as ditaduras não são apenas as que se vestem de farda, e podem bem já estar perto de nós.

Não se trata aqui de negar a existência de argumentos tendentes a demonstrar a constitucionalidade do aumento de impostos proposto pelo Governo, que os há mas que não foram invocados. Trata-se isso sim de alertar para o devaneio do Ministro, que só o desespero pode justificar, de considerar que a CRP pode ir parar ao mesmo lugar do socialismo: à gaveta.