Siga-nos

Perfil

Expresso

One web show

Os caminhos do olhar no ecrã

O que atrai e o que repele o olhar no ecrã enquanto se navega por sítios de informação na Internet?

Ao perceber que só a resposta a esta pergunta poderia ajudar a melhorar a eficácia das páginas Web dos jornais, o Poynter Institute – uma conceituada escola americana de jornalismo na Florida – pôs em prática o "Eyetrack Project", o "Projecto para seguir olhar". O resultado de um dos últimos estudos é surpreendente (clique aqui para ler o artigo do Poynter sobre o tema ).

Estão agora claras as pistas para melhorar os sítios na Web dos jornais que querem comunicar melhor com o leitor. Para dar apenas um exemplo entre as muitas conclusões a que o estudo chega, o utilizador inicia frequentemente a "leitura" da página no ecrã pela zona superior esquerda, onde permanece algum tempo antes de arrancar para o lado direito e daí ziguezaguear até sair pelo canto superior direito.



Gráfico da "navegação" mais comum dos nossos olhos no ecrã

Conclusões como esta ajudam a perceber que, contrariamente ao que se pensava, o corpo de letra maior é lido mais superficialmente, sendo que o mais pequeno leva a que o leitor se dedique ao conteúdo. Com informação desta natureza disponível há cada vez menos desculpa para se fazerem páginas Web "às cegas".

Miguel Martins

Editor de Multimédia do EXPRESSO