Siga-nos

Perfil

Expresso

Emprego e Carreira

O que queres ser quando fores grande?

Há dias quando passeava pela rua ouvi uma senhora perguntar a uma criança de pouco mais de cinco anos, o que esta queria ser quando crescesse. A criança respondeu-lhe com um ar sabido que queria ser enfermeira, provavelmente influência de algum adulto que conhece e que executa a profissão.



Esta conversa banal, fez-me pensar. Em pequenos todos nós ouvimos e respondemos a esta pergunta e sonhámos um dia em ser bombeiro, polícia, cantor ou, como está na moda ultimamente, actor. O problema é que do sonho à realidade vai uma grande distância.



Ao longo da vida de adolescente os gostos profissionais, as ambições e as vocações afirmam-se e cresce o desejo de no futuro vir a exercer a profissão que se sonha. Aí, há que enfrentar um curso superior, se for o caso, ou frequentar formação específica para o que se quer fazer. Muitos jovens pensam que a escola lhes dá uma fraca preparação para a vida profissional, que a formação ministrada é muito teórica e que nada os prepara para uma vida de trabalho. Muitos desistem, trocam de planos. Outros seguem em frente.



Dos fracos não reza a história e os que seguiram em frente no sentido de alcançarem o seu sonho, ainda têm muito que andar. O passo mais decisivo é a entrada no mercado de trabalho e aí, mais uma vez, muitos não conseguem realizar o seu sonho. É para esses que deixo um conselho: não desistir de perseguir os seus objectivos, mas com os olhos bem abertos, mantendo a racionalidade.



Por maior que seja o sonho, há que ter a clareza suficiente para ver se não se está a caminhar para um poço sem fundo. Se assim for, não há quer ter medo de mudar.



É importante não fechar a porta às oportunidades de trabalho que lhe surjam, mesmo que não estejam de acordo com o que idealizou para si. Muitas vezes é de onde menos se espera que aparecem boas oportunidades de carreira. Mantenha uma boa rede de contactos que o alertem para novas possibilidades de trabalho e acima de tudo empenhe-se naquilo que faz. É que como dizia o Fernando Pessoa:



"Para ser grande, sê inteiro: nada

Teu exagera ou exclui,

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és

No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda

Brilha, porque alta vive."

 

Maribela Freitas, jornalista

 

Visite aqui o expressoemprego.pt