Siga-nos

Perfil

Expresso

Americano Expresso

Novo fora, nada

Rudy Giuliani e John Edwards já sairam da corrida. A sua estratégia foi arriscada. Falhou. 

Rudy Giuliani decidiu guardar dinheiro e esforço para as primárias da Florida. A estratégia era arriscada, mas poderia ter resultado. O candidato republicano apostou em não se desgastar nas primeiras rondas desta longa campanha, deixando-se de fora dos simbólicos estados de Iowa e New Hampshire.

Do lado democrata, John Edwards apostou tudo num discurso inovador, mais radical de esquerda. A sua postura era sempre desafiante. Não se conformou com a passividade de um partido que parecia com medo de enfrentar os erros de George Bush. Assim, Edwards arriscou numa estratégia de ruptura com a ortodoxia do Partido Democrata.

Mas os liberais americanos do momento preferem posições mais moderadas, discursos mais conciliadores e Hillary e Obama cumprem melhor o perfil desejado. E os conservadores americanos do momento preferem estratégias mais experimentadas e não perdoam um candidato que foge à poderosa máquina do Partido Republicano.

A novidade não compensou.

Neste cenário, não restou outra saída a estes dois candidatos. Abandonaram a corrida presidencial.

A situação parece, finalmente, clarificar-se. John McCain, que acabou de receber o apoio do desistente Giuliani, enfrentará Mitt Romney. Do lado democrata, tudo está em aberto entre Hillary Clinton e Barack Obama (nenhum deles ficou com o apoio declarado de Edwards).

Ver também:

Big Vote Day Looms for Narrowed Field

Ricardo Jorge Pinto, coordenador da Redacção do Expresso no Porto

Out of the race