Siga-nos

Perfil

Expresso

Ré em causa própria

Juiza vê futebol e mulher também

Adelina Barradas de Oliveira

Já era para ter vindo até aqui conversar e falar do jogo Portugal / Costa do Marfim.

A altura própria passou e voltei a lembrar-me do assunto por causa das desculpas esfarrapadas do Deco.

Não acredito que o tenham pressionado a pedi-las. Isso não é possível. Nem que o tenham coagido, impossível! Nem acredito que tenham sequer sugerido que o fizesse.

Até porque, provavelmente, ele nem tem razão para apontar seja o que for ao treinador.

Digo eu, que sou mulher e a minha especialidade profissional não é o futebol.

Só estranhei  que o aquecimento tenha sido  feito pela nossa  equipa nos primeiros 30 minutos da primeira parte, e não, antes de terem ido para o campo.

Também me surpreenderam os cálculos geométricos que tentavam fazer de cabeça para saberem para onde chutar ou cabecear  a bola durante a totalidade da 1ª parte. Não sei se Carlos Queiroz lhes andará a dar aulas de geometria descritiva. Fiquei a pensar nisso.

Depois, fiquei surpreendida com o golpe de wrestling feito ao Fábio Coentrão logo nos primeiros minutos da 2ª parte e, ainda mais baralhada fiquei, quando o nosso golo, não foi considerado golo por haver fora de jogo.

Perguntei várias vezes porque havia fora de jogo, mas, ninguém me soube esclarecer. Acho que foi tudo tão rápido que só o árbitro deve ter visto ou, então, a especialidade dos outros assistentes também não é o futebol. Deve ser isso.

E assim, lá desperdiçámos o primeiro jogo porque, para nós há sempre tempo e melhores tempos virão e, somos especialistas em jogar sob pressão.

 Talvez Carlos Queiroz deixe de  ensinar geometria descritiva e faça  o aquecimento aos jogadores antes do jogo e não durante o mesmo, no próximo  dia 21 no Jogo com a Coreia do Norte.

Se eu estiver a ver mal a coisa,  peço desde já as minhas desculpas como Deco. Eu nem estou a pensar jogar no Mundial, não percebo nada de futebol e, muito menos de geometria descritiva.

Valeu o abraço entre Drogba e Ronaldo em frente aos ecrãs e ao Mundo, após o livre directo deste.

ACCB