Siga-nos

Perfil

Expresso

Ângulo cego

Nos mares a sul da China, em 2001 (antes do 11 de Setembro), um avião militar americano chocou com um caça intercetor chinês. Os chineses viram o óbvio: o avião americano estava a espionar as capacidades chineses. Se a memória não me falha, o avião americano, danificado, aterrou de emergência em solo chinês. Os pilotos ficaram detidos. Contudo, a crise diplomática não durou mais do que duas semanas. O incidente apanhou as relações EUA – China nunca fase normal, isto é, os canais estavam abertos, a retórica não era incendiária. Bush e Colin Powell, através da diplomacia, não transformaram um incidente numa crise. Os pilotos americanos voltaram a casa sãos e salvos quinze dias depois. Alguém imagina que esta civilidade diplomática é possível hoje em dia nesta sociedade histérica e agarrada às redes sociais, a começar no Presidente?

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido