Siga-nos

Perfil

Expresso

Violência no Avante: quando é que acaba a impunidade do PCP?

Em 2014, surgiu a primeira denúncia oficial contra a violência dos seguranças privados do PCP no recinto da festa do Avante. Em 2015, a PSP lançou um relatório muito crítico em relação à opacidade da segurança interna da festa: fala-se em “obstrução à verdade dos factos” pelos responsáveis da festa. Ou seja, o PCP está neste ponto objectivamente acima do bem e do mal, colocando os seus seguranças privados num buraco negro legal.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido