Siga-nos

Perfil

Expresso

A personificação da fronteira

A série “The Son”, baseada num romance de Philip Meyer, é a enésima prova da imortalidade do western; o western e as suas variações estarão sempre entre nós, porque é ali que se coloca com mais intensidade a grande pergunta moral e literária: como é que mantemos a decência no meio do esterco? Como é que amamos e ensinamos a amar no meio da anarquia? Além de ser uma boa coleção de personagens assente neste dilema clássico, “The Son” é uma reflexão interessante e atual sobre migrações e identidades.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)