Siga-nos

Perfil

Expresso

Notícias

Polícia tenta encontra alegada bomba

Mais de mil polícias foram destacados para a zona do Parque das Nações. A ameaça de bomba nas instalações da Feira Internacional de Lisboa levou a que fosse criado um perímetro de segurança em redor do local. O trânsito está também encerrado em todos os acessos a esta zona.

A ameaça foi feita por volta das 11h00. Foi feito um telefonema para a sede da Presidência da União Europeia a dar conta de uma bomba no recinto da FIL.

O ministro da Administração Interna garante que estão a ser tomadas todas as medidas de segurança. "De momento só posso confirmar que houve um telefonema. Os agentes no terreno estão a trabalhar para saber se a ameaça é verdadeira. Houve uma resposta imediata. Não posso, para já, adiantar mais detalhes", disse Rui Pereira numa breve conferência de imprensa. 

É na FIL que se realiza a cimeira União Europeia-África. O encontro junta, só em termos de comitivas, mais de mil pessoas. Não há detalhes em relação à localização dos líderes africanos e europeus que se encontram em Lisboa. Os funcionários da Presidência Europeia foram retirados do local. Nos arredores, o Centro Comercial Vasco da Gama está encerrado. Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia, já lamentou a situação.

"É um revés na agenda, mas penso que tudo irá acabar bem. Acima de tudo é preciso pensar na segurança de todos. Incluindo os agentes que estão no terreno", disse. Também o presidente em exercício da União Europeia, José Sócrates, salientou a importância de se manter a calma. "Reconheço que se trata de algo delicado, mas tudo está a ser feito para que a normalidade seja reposta o mais depressa possível".  

A situação levou a que se instalasse o caos no trânsito da capital. É, neste momento, quase impossível circular, normalmente, em toda a cidade. No Aeroporto de Lisboa foram cancelados todos os voos.