Siga-nos

Perfil

Expresso

Alertas Expresso

"Teria sido burrice não considerar Alcochete"

O ministro das Obras Públicas assume sem complexos que mudou de opinião quanto à localização do novo aeroporto. E explica porquê.

Cristina Figueiredo e Helder C. Martins

"Sou muito teimoso quando estou convicto de que tenho razão, mas não me apego a nenhuma posição que tenha tido no passado se me provarem (e eu sou aberto a ouvir!) que há uma solução melhor", afirma Mário Lino.

Recusando que se lhe aplique o adágio popular "nunca digas nuncas", garante que só defendeu a Ota enquanto não lhe apresentaram uma alternativa credível e fundamentada. "Sera burrice não ter considerado Alcochete", diz agora.

O ministro das Obras Públicas garante ainda não estar nada preocupado com as notícias recorrentes de que poderá ser substituído no Governo. "Não penso muito nisso. É como as setas para baixo,é uma opinião", desvaloriza, argumentando ainda: "A minha carreira já acabou e estou muito satisfeito com a vida (...) Durmo bem, não tenho insónias, como bem, estou perfeitamente à vontade e com grande entusiasmo".

Leia mais na edição do Expresso na banca ou clicando aqui, onde a edição da banca está disponível para assinantes a partir das 00h01 de sábado