Siga-nos

Perfil

Expresso

Alertas Expresso

Militares no Afeganistão sem viaturas

Os militares portugueses no Afeganistão estão retidos no quartel porque não têm viaturas.

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

A equipa de militares portugueses que partiu para o Afeganistão no dia 9 de Maio não sai do quartel, na região de Cabul, porque não tem viaturas. Os 12 militares integram uma OMLT, uma equipa de formação e treino do Exército afegão.

O Estado português adquiriu expressamente a uma empresa americana quatro viaturas blindadas marca "Chevrolet", que se encontram ainda no Bahrein. Mas só depois de uma inspecção, que deverá ser levada a cabo na próxima semana, as viaturas poderão ser enviadas para o Afeganistão.

Estas equipas são o novo contributo português para as forças da NATO no Afeganistão (ISAF), substituindo os destacamentos de forças especiais que, desde 2004, têm consistido a contribuição de Portugal. Está previsto que, em Agosto, se junte um avião C-130 e, possivelmente, uma segunda OMLT em Setembro.

Leia mais na edição de amanhã do Expresso em banca, ou clique aqui para ler na versão e-paper (pdf inteligente para assinantes, disponível a partir das 00h01 de sábado)