Siga-nos

Perfil

Expresso

Alertas Expresso

Facturas põem ginásios em xeque

Polémica do IVA dos ginásios promete aumentar até ao fim do mês. Utentes estão descontentes com a política seguida pelos principais health clubs' de Lisboa.

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

O Expresso obteve facturas de três dos grandes ginásios lisboetas, Holmes Placem ClubHouse e Active Life, que comprovam que não baixaram a mensalidade quando mexeram no IVA. Estes health clubs' baixaram a taxa do IVA de 21% para 5%, já durante 2007, mas os seus clientes queixam-se agora que tal não se reflectiu no valor da factura.

"Sinto-me duplamente lesado: a administração não me avisou da mudança do contrato, em Fevereiro de 2007, e agora na factura passou a existir um item, denominado ginástica em grupo', de cinco euros. Mas eu não faço qualquer tipo de ginástica em grupo", queixa-se Carlos Costa, utente do Holmes Place. A administração não respondeu às perguntas do Expresso, embora uma fonte bem colocada garanta que o ginásio se prepara para baixar os preços, em reacção ao ultimato do secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Laurentino Dias, para que todos os health clubs' desçam os preços até ao final de Janeiro, em resposta à decisão governamental do Governo de baixar a taxa do IVA desde o início de 2008. "O Holmes irá emitir um comunicado em breve a explicar a situação", diz outra fonte.

Entretanto, já existe uma petição "online" feita por utentes do Holmes que protesta contra a política de preços do clube.

A Active Life e o ClubHouse, os outros ginásios visados no artigo que o Expresso irá publicar este fim-de-semana, defenderam que serão as regras do mercado a fazer baixar os preços.

Leia mais na edição do Expresso na banca ou clicando aqui, onde a edição da banca está disponível para assinantes a partir das 00h01 de sábado