Siga-nos

Perfil

Expresso

Lusofonia

Helicóptero despenhou-se antes da missão de regaste

Um helicóptero da Força Aérea de Angola despenhou-se no Huambo quando participava na missão de resgate do avião que caiu esta manhã causando a morte a dois portugueses.

Um helicóptero da Força Aérea de Angola (FAA) despenhou-se hoje no Huambo, ao início da tarde, quando participava na missão de resgate do avião que se despenhou esta manhã naquela região.

Do acidente com o helicóptero da FAA não resultaram vítimas mortais, havendo apenas o registo, segundo a Angop, de dois feridos ligeiros, os pilotos da aeronave, que foram assistidos no hospital do Huambo.

A bordo seguiam ainda mais cinco pessoas, entre as quais dois jornalistas da Televisão Pública de Angola que saíram ilesos do acidente.

No acidente com o avião da companhia Tropicana, próximo do Bailundo, na província do Huambo, morreram, segundo fontes da aviação civil angolana, 12 pessoas, entre as quais dois empresários portugueses e o empresário angolano e proprietário da companhia, Valentim Amões.

O mau tempo é apontado como a causa dos dois acidentes. Antes da queda do helicóptero da FAA, segundo apurou a Lusa, tinham sido feitas duas tentativas de aterrar um helicóptero no local do acidente com o avião, Air King B 200, sem sucesso, igualmente por causa das condições climatéricas.

A queda do helicóptero teve lugar num local próximo da queda da avioneta, entre Mbave e o Bailundo, no Planalto Central de Angola.