Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Vaticano não exclui existência de extraterrestres

Um planeta habitado por seres que não cometeram o pecado original. É o que admite o Observatório do Vaticano que considera a crença em Deus compatível com a crença nos extraterrestres.

A crença em Deus é compatível com a crença nos extraterrestres, segundo o director do Observatório do Vaticano, José Gabriel Funes, que admite poder haver um planeta habitado por seres que não cometeram o pecado original.

"Como astrónomo, continuo a acreditar que Deus foi o criador do Universo", explicou hoje, numa entrevista ao jornal do Vaticano Osservatore Romano, o padre Funes, um padre jesuíta que dirige o Observatório do Vaticano em Castel Gandolfo, perto de Roma.

No entanto, acrescenta, mesmo que "não tenhamos para já nenhuma prova", "não podemos excluir a hipótese" de haver outros planetas habitados.

"Tal como existe uma multiplicidade de criaturas na terra, poderia haver outros seres, igualmente inteligentes, criados por Deus", afirma o astrónomo do Papa.

O padre Funes sugere que se fale então do "nosso irmão extraterrestre", tal como São Francisco de Assis falava de "irmão" ou de "irmã" para todas as criaturas terrestres.