Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Um festival de lendas da música

Hoje há Rage Against the Machine, amanhã Bod Dylan, sábado Neil Young. Entre muitos outros. O festival Alive!08 regressa recheado de nomes de peso.

Alive!08 regressa hoje ao Passeio Marítimo de Algés com um dos cartazes mais fortes deste Verão. Na abertura do festival o destaque vai para a actuação dos Rage Against the Machine, a banda que marcou o rock dos anos 90 e que voltou ao activo com a formação original (novamente com Zack de la Rocha como vocalista) para esta digressão.

A música começa a soar no palco principal às 17h com a agitação dos Kalashnikov, seguindo-se Spiritualized, The National, o punk cigano dos Gogol Bordello ou o rock nórdico dos The Hives, antes do encerramento da noite, com os norte-americanos Rage Against the Machine a trazerem de volta o seu rock pesado, mistura de hip hop, punk e funk.

No palco secundário, os brasileiros Cansei de Ser Sexy cancelaram ontem o seu concerto, motivo pelo qual o dj set de Peaches terá tempo alargado.

Amanhã, o rei da noite será Bob Dylan, que trará até Oeiras a sua música interventiva que cruzou gerações, mas o encerramento ficará por conta dos ritmos alucinantes do kuduro progresso dos Buraka Som Sistema (que vão ter a participação do vocalista dos Da Weasel, Pacman). Isto para além de Nouvelle Vague, John Butler Trio, Within Temptation, ou de Sebastian e DJ Mehdi.

Sábado o palco principal contará com outro verdadeiro ancião da música, Neil Young. O último concerto será com o habitué dos palcos nacionais, Ben Harper, na mesma noite que conta com a actuação de outro surf rocker, Donavon Frankenreiter, e com o regresso da antiga voz dos Moloko, Róisín Murphy (no palco secundário).

Bilhete diário: €45

Passe 3 dias: €80

Campismo: €15 (apenas para os portadores do passe)

A CP tem comboios a fazer a ligação entre Algés, Cascais e o Cais do Sodré até às 04h00 (hora de encerramento do recinto)

Entre a meia-noite e as 05h00 a Carris tem várias ligações a partir de Algés ou do Cais do Sodré (nomeadamente para Benfica, Linda-a-Velha ou a Gare do Oriente)