Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

UGT considera "absurda" transferência de datas

A UGT evoca o valor histórico dos feriados, mas admite discutir o gozo das pontes à custa de férias e folgas dos trabalhadores.

A UGT considerou hoje absurdo que os feriados nacionais possam ser transferidos para outras datas, dado o valor histórico de cada um deles, mas admitiu discutir o gozo das pontes à custa de férias e folgas dos trabalhadores.

"Esta possibilidade é absurda, tendo em conta o valor histórico dos feriados, e é uma matéria que foi discutida, e rejeitada, no âmbito da negociação do Código do Trabalho de Bagão Félix", disse o secretário geral da UGT, João Proença, à agência Lusa.

O grupo parlamentar do PS anunciou hoje que vai avançar com um projeto de resolução para transferir os feriados para as sextas e as segundas feiras, de modo a eliminar pontes, por considerar que isso "tem peso económico".

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.