Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Tribunal impede volta ao mundo de velejadora de 14 anos

Laura Dekker pretende tornar-se na mais jovem navegadora a dar a volta o mundo em solitário. Os serviços de protecção de menores não concordam e o tribunal adiou a partida da holandesa por mais um mês.

Paula Cosme Pinto (www.expresso.pt)

O sonho da jovem velejadora Laura Dekker, que aos 14 pretende dar a volta ao mundo em solitário, vai ser mais uma vez adiado. De acordo como jornal francês "Le Monde", a decisão foi anunciada hoje pelo Tribunal de Middelburg, definindo que a jovem holandesa deverá ficar por mais um mês sob a supervisão dos serviços de protecção de menores.

A saída da jovem, inicialmente prevista para Setembro de 2009, acabou por ser adiada quando os serviços de protecção de menores da sua cidade foram alertados para a viagem solitária em alto mar.

A falta de garantias da sua segurança e desenvolvimento "social-emocional", juntamente com as muitas dúvidas sobre as modalidades de ensino escolar que a jovem pretende seguir durante os dois anos de navegação, levaram o caso a tribunal. Até ao momento, sem nenhuma decisão definitiva.

Verão como limite

"Este é um dia negro para o sistema judicial dos Países Baixos", disse hoje à imprensa o advogado da jovem navegadora, sem esconder o desagrado pelo novo adiamento.

Com a aprovação total dos seus progenitores, Laura Dekker pretende tornar-se na mais jovem navegadora de sempre a dar a volta ao mundo em solitário. Mas para que o título se mantenha, a adolescente precisa de começar a viagem ainda este Verão.

"Em Outubro já poderá ser tarde demais", explica a sua relações públicas. Caso arranque até Agosto, Laura Dekker deverá terminar a viagem em Setembro de 2012, logo após o seu 17.º aniversário.