Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Transportes públicos devem voltar a aumentar

A ANTROP pretende que as tarifas dos transportes públicos aumentem 6% devido à subida do preço do gasóleo. Entretanto, os revendedores de combustível vão hoje propor a descida do preço do imposto.

O Governo deverá ser forçado a voltar a aumentar as tarifas dos transportes públicos a partir de Julho. O jornais diários anunciam hoje que a ANTROP-Associação Nacional dos Transportes Rodoviários de Passageiros reivindicam uma subida de 6% ao abrigo do acordo estabelecido com o Governo há três anos, que prevê actualizações de preços no segundo semestre do ano, caso tenha ocorrido um aumento superior a 5% nos custos das transportadoras.

Em Janeiro, o passe social registou um aumento de 3,9%. Segundo as contas da ANTROP, de então para cá, o gasóleo já registou uma subida de 20%.

A escalada dos preços levou também hoje a ANAREC-Associação Nacional de Revendedores de Combustível a propor ao Governo a descida no ISP-Imposto sobre os Produtos Petrolíferos.

Em declarações à Lusa, o presidente da ANAREC, Augusto Cybrom, salientou que a descida do IVA é insuficiente e que é necessário um desagravemto do ISP entre 10 a 11 cêntimos para o gasóleo e entre 21 e 22 cêntimos para a gasolina.

A descida do IVA em um ponto percentual, de 21 para 20 por cento, vai baixar o preço do litro da gasolina em um cêntimo e o gasóleo em 0,9 cêntimos, segundo as contas da ANAREC.

Augusto Cybrom considerou esta descida do IVA "irrelevante" para os preços da gasolina e do gasóleo e sublinhou que se o Governo baixar o ISP conseguirá recuperar o mercado que perdeu para a Espanha, avaliado pela associação em cerca de 15% do consumo total.