Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Sons electrónicos no Hype@Tejo

O regresso dos Massive Attack e a estreia em Portugal dos Atmosphere são os grandes destaques da segunda edição do Hype@Tejo que decorre sábado no Terrapleno de Santos, em Lisboa.

MASSIVE Attack, Hot Chip, Atmosphere e Kudo são as quatro bandas que compõem este sábado o cardápio do palco principal do Hype@Tejo. A eles se juntam ainda mais umas quantas bandas e dj’s que vão marcar presença na zona de dança. A oferta caiu significativamente se tomarmos como referência o seu antecessor, o festival Hype@Meco.

A comparação é inevitável. O Hype@Tejo surgiu para dar continuidade ao festival do Meco, transpondo para dentro da cidade de Lisboa a mesma filosofia de um evento dedicado à música de dança e a projectos da área da electrónica. Só que o primeiro tinha uma extensa oferta musical, com bandas e dj's a actuarem em diversos palcos e tendas, o que deixou acontecer com o sucessor.

Como cabeças de cartaz surgem mais uma vez os Massive Attack. O concerto da banda de Bristol, pioneira do «trip-hop», surge na sequência da edição de «Collected», o álbum em que revisitam os seus 15 anos de percurso, mas prometem apresentar também o novo tema «Live With Me» (ver relacionado), um pequeno aperitivo do álbum «Weather Underground», que tem edição prevista para 2007.

O duo norte-americano Atmosphere traz pela primeira vez a Portugal o seu «indie rap». Os Hot Chip apresentam a sua pop experimental construída em torno de quatro sintetizadores, enquanto que com os Kudo, o registo mudará para a fusão de jazz, soul e electrónica.

Na Zona Hype, espaço dedicado à música de dança, os concertos serão conjugados com actuação de dj's. Seguindo uma tradição que vem dos tempos do Meco, os brasileiros continuam a marcar presença destacando-se o funk carioca do DJ Marlboro e o «break beat» trazido de São Paulo por Dj Periférico e Mylene. Haverá ainda espaço para a música do norte-americano Diplo, a electrónica dos franceses Téléphatique e o kuduro progressivo dos portugueses Buraka Som Sistema.

As portas abrem às 19 horas e os ingressos custam 30 euros.