Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Sismo na Turquia fez mais de 500 mortos (vídeo)

Quatro dias depois do sismo que abalou a Turquia, as equipas de resgate ainda estão a conseguir encontrar sobreviventes. Novo balanço sobe para 523 o número de mortos e para 1650 feridos

Pelo menos 523 pessoas morreram e 1.650 ficaram feridas devido ao sismo de magnitude 7,2 que sacudiu a província oriental turca de Van no domingo, segundo um novo balanço da Direcção oficial das situações de emergência.

O balanço anterior, anunciado na quarta-feira, apontava para 481 mortos.

O epicentro do sismo, registado às 10:41 TMG de domingo (11h41 em Lisboa), foi localizado a 19 quilómetros a nordeste da província de Van e a uma profundidade de 7,2 quilómetros, de acordo com o Instituto de Geofísica norte-americano.

A neve que hoje está a cair na região turca de Van, que no domingo registou um forte sismo, está a complicar a situação de muitos sobreviventes, ainda à espera de ajuda de emergência.

As equipas de socorros continuam o trabalho de busca e salvamento ou de resgate de corpos entre os escombros.

Faltam tendas para os desalojados

O vice-primeiro-ministro turco, Besir Atalay, admitiu já que não existem tendas suficientes na região e os danos provocados pelo sismo em muitos edifícios torna impossível os seus habitantes regressarem a casa.

A Turquia solicitou na quarta-feira ajuda internacional, especialmente de infraestruturas para proporcionar alojamento de emergência aos milhares de desalojados, equipamento que as autoridades esperam ver chegar ao país ainda hoje.

O governador da província de Van, Munir Karaoglu, reconheceu perante a imprensa turca que 2.200 edifícios estão afetados e não podem ser habitados e alertou para a impossibilidade de permanecer em tendas de campanha durante o inverno, muito rigoroso na região próxima da fronteira com o Irão.