Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Sismo causou mais de 51.000 mortos

O novo balanço oficial das autoridades chinesas revela que morreram mais de 51 mil pessoas na China, vítimas do sismo que abalou Sichuan.

O sismo que abalou no passado dia 12 a província de Sichuan, no sudoeste da China, causou mais de 51.000 mortos, segundo um novo balanço anunciado hoje pelo governo chinês.

De acordo com o porta-voz oficial do governo da China, Guo Weimin, o violento abalo causou 51.151 vítimas mortais, 288.431 feridos e 29.328 são ainda dados como desaparecidos.

Perante o cenário de destruição causado pelo sismo, de magnitude 8 na escala de Richter, com milhares de habitações destruídas, as autoridades lançaram um apelo internacional de ajuda porque precisam de pelo menos três milhões de tendas para os desalojados.

Segundo dados oficiais, há cerca de cinco milhões sobreviventes que ficaram sem casa.

  • Mais de 200 socorristas soterrados

    Um desabamento de terras deixou mais de 200 socorristas soterrados. O incidente ocorre numa altura em que a China inicia um luto de três dias pelas vítimas do sismo de 12 de Maio.

  • Equipas de resgaste conseguiram retirar com vida um homem dos escombros de um hospital em Beichuan, após ter permanecido 139 horas soterrado. Foram decretados três dias de luto em homenagem às vítimas do sismo de 12 de Maio.

  • Terra volta a tremer em Sichuan

    Réplica sísmica de magnitude 6.0 na Escala de Richter abalou novamente a província chinesa de Sichuan devastada pelo terramoto de 12 de Maio. As autoridades chinesas não informaram até ao momento possíveis vítimas ou danos.

  • Últimas estimativas apontam para 50.000 mortos

    Pelo menos 10 milhões de pessoas foram atingidas directamente pelo terramoto que abalou a China na passada segunda-feira. Os mortos elevam-se a 50.000. Cerca de 26.000 permanecem sob os escombros. (ver vídeo no final do texto)

  • Portuguesa contactou a família

    A portuguesa que estava incontactável na província chinesa de Sichuan, a mais afectada pelo terramoto de segunda-feira falou hoje com a família e está bem.

  • Número de mortos perto dos 15 mil

    A ajuda à população está a chegar por via aérea e terrestre, mas em algumas cidades o cenário é "bem pior do que era esperado", dizem as equipas de salvamento. Quase oito mil pessoas permanecem desaparecidas.

  • Portugueses em Sichuan estão bem

    Os dois portugueses que se encontram na região chinesa ontem abalada por um sismo estão bem. Entretanto, o número de mortos já ultrapassa os 12 mil.

  • Dois portugueses desaparecidos na China

    Um estudante e um jogador de futebol português encontravam-se na província chinesa de Sichuan, onde ontem ocorreu um violento terramoto, e não há qualquer informação sobre o seu actual paradeiro.

  • Terramoto mata mais de 8500 pessoas

    O abalo sísmico com mais de 300 réplicas que hoje arrasou a província chinesa de Sichuan é um dos mais devastadores dos últimos 30 anos. (Veja os vídeos no final do texto)