Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

SCUT: ACP aconselha automobilistas a aguardarem pela votação no Parlamento

Presidente do ACP diz que "não vale a pena as pessoas estarem a comprar, ou a fazer pré-reservas de chips ou de vias verdes, quando não se sabe se na quinta feira isso vai passar, ou não, na Assembleia da República". 

O presidente do Automóvel Club de Portugal aconselha os automobilistas das novas autoestradas pagas a aguardarem pela votação do Parlamento antes de reservarem o sistema de pagamento eletrónico, que pode ser feito a partir de hoje. 

Carlos Barbosa defendeu hoje, em declarações à Lusa, que "não vale a pena as pessoas estarem a comprar, ou a fazer pré-reservas de chips ou de Vias Verdes, quando não se sabe se na quinta feira isso vai passar, ou não, na Assembleia da República". 

"Como todos os partidos da oposição já disseram que estavam contra, vai ser chumbado, e se vai ser chumbado não vale a pena estar a pôr dinheiro nos cofres dos CTT, nem do Estado, para depois ser devolvido", frisa o presidente do Automóvel Club de Portugal (ACP). 

O ACP aconselha assim as pessoas a "esperarem calmamente até quinta feira" antes de avançarem com a reserva dos dispositivos eletrónicos de pagamento de portagens nas autoestradas que anteriormente eram SCUT (vias sem custo para os utilizadores). 

"Confusão instalada", acusa o ACP

A partir de 1 de julho, os utentes pagam portagens nas novas autoestradas do Grande Porto, Costa de Prata e Norte Litoral, que apenas têm sistema eletrónico de cobrança de portagens. 

Contactado pela Lusa, Marcos Batista, administrador dos CTT, garantiu que os utentes das SCUT que façam já a reserva dos dispositivos eletrónicos para o pagamento de portagens não serão prejudicados caso a lei seja revogada na Assembleia da República. 

Carlos Barbosa adianta que o ACP tem tido "muitos contactos nas últimas três semanas" devido à "confusão instalada", porque "houve uma péssima informação do Estado" em relação ao sistema de cobrança eletrónico que os automobilistas deviam adotar. 

O presidente do ACP critica ainda a introdução de pagamento nestas SCUT, por considerar que não possuem alternativas em "mobilidade e segurança".

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***