Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Santana acusa Carmona

Santana e Helena Lopes da Costa apontam Carmona como principal responsável no processo Bragaparques.

Chamados pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) a depor, na qualidade de testemunhas, sobre processo Bragaparques, Pedro Santana Lopes, ex-presidente da Câmara Municipal de Lisboa (CML), e Helena Lopes da Costa, antiga vereadora daquela autarquia, irão passar a ‘batata quente’ a Carmona Rodrigues, indicando-o como principal responsável pelo negócio firmado em 2005 entre a CML e a empresa de Domingos Névoa.

Em declarações ao Expresso, Santana Lopes frisa só ter sabido da concessão do direito de preferência à Bragaparques "depois de efectuada a hasta pública" do lote remanescente dos terrenos da Feira Popular de Lisboa. A "falta de informação" de Carmona sobre o assunto, associada às dúvidas quanto à legalidade da operação, levaram-no a enviar todo o processo à Inspecção-Geral de Administração do Território (IGAT), Tribunal de Contas (TC) e Procuradoria-Geral da República (PGR). Por seu turno, Helena Lopes da Costa acusa Carmona Rodrigues de chamar a si o dossiê Parque Mayer, apesar de este dizer respeito ao Património, que ela então tutelava.

Leia mais na edição do Expresso na banca