Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

RTP arquiva processo contra Rodrigues dos Santos

Administração da RTP não esclarece motivos do arquivamento e José Rodrigues dos Santos guardou declarações para amanhã.

O conselho de administração da RTP decidiu, hoje, arquivar o processo disciplinar movido contra o pivô principal do telejornal, José Rodrigues dos Santos. Em comunicado, a equipa de administradores liderada por Guilherme Costa não esclarece os motivos do arquivamento, apenas referindo que foi seguida a "recomendação expressa pelos instrutores do relatório final de instrução do processo disciplinar". O jornalista escusou-se, ao Expresso, tecer qualquer comentário, guardando para amanhã uma declaração formal sobre o assunto.

O caso Rodrigues dos Santos surgiu em finais de Outubro de 2007, na sequência de declarações prestadas pelo jornalista à revista "Pública", nas quais denunciava a existência de ingerências políticas na administração da televisão pública.

Rodrigues dos Santos reportava-se à altura em que assumiu o cargo de director de informação da RTP e participou no processo de selecção dos correspondentes no estrangeiro. A escolha de Rosa Veloso para correspondente em Madrid - por decisão da administração e à revelia do que tinha sido decidido pelo júri do concurso conduziu ao pedido de demissão de Rodrigues dos Santos, em 2004.

A administração da altura, presidida por Almerindo Marques foi chamada ao Parlamento e sofreu uma dura crítica por parte da Autoridade para a Comunicação Social.

O reabrir deste dossiê, nas declarações prestadas à "Pública", motivou uma nova polémica e originou reacções violentas do ainda administrador Almerindo Marques, que decretou a abertura de um processo disciplinar por "deslealdade" à empresa e ainda com acusações de falta do dever de assiduidade por parte de Rodrigues dos Santos.

Ao fim de quase três meses de inquérito, a decisão de arquivamento viria a ser concretizada pela nova administração da RTP, que entrou em funções no 2º dia de Janeiro.

Ao que o Expresso apurou, todas as acusações que pendiam sobre o apresentador do telejornal caíram por terra no decorrer no inquérito e da audição das testemunhas arroladas para o processo.