Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Ronaldo brilha e marca

United venceu Portsmouth e aproveitou a derrota do Chelsea para assumir a liderança. Em França, campeão Lyon derrotado pela primeira vez.

Cristiano Ronaldo não pára de encantar os adeptos em Inglaterra. O jovem extremo português brilhou na vitória por 3-0 do United sobre o Portsmouth, de Pedro Mendes e Manuel Fernandes. Ronaldo marcou, de livre, o segundo tento dos «red devils» e esteve diabólico no lado direito do ataque.

Do lado dos «pompey», Harry Redknapp colocou Pedro Mendes e Manuel Fernandes de início, mas, como a equipa, ambos sucumbiram à intensa pressão do United. O antigo médio do Benfica foi mesmo substítuido ao intervalo, quando a equipa já perdia por 2-0.

Sozinho no topo

Com esta vitória, e beneficiando da derrota do Chelsea por 2-1 frente ao Tottenham, o United assumiu a liderança isolada da Premiership, com mais três pontos do que a equipa de José Mourinho, na semana em que Sir Alex Ferguson completou 20 anos no comando da equipa. No campeão inglês, Ricardo Carvalho e Paulo Ferreira estiveram muito abaixo do nível habitual e Hilário, de novo titular, não teve culpa nos dois golos sofridos.

Ainda em Inglaterra, destaque para o regresso à titularidade de Boa Morte, depois de longa paragem por lesão. O Fulham venceu o Everton, sem Nuno Valente, por 1-0.

«Ciao Scudetto»

Em Itália, o Inter caminha firme para a revalidação do título, desta vez dentro das quatro-linhas. A equipa de Luís Figo venceu o Ascoli por 2-0, com golos de Javier Zanetti e Cudini, na própria baliza. O ex-internacional português começou no banco, mas entrou a tempo de construir o segundo golo dos «nerazzurri», que continuam a partilhar a liderança com o surpreendente Palermo.

Caminho contrário parece estar a fazer o Milan. Depois de ter visto as suas hipóteses reduzidas com as sanções do processo «calciocaos», o antigo clube de Rui Costa continua a comprometer as suas já remotas possibilidades. Esta semana, a equipa de Carlo Ancelotti foi derrotada no terreno da Atalanta, estando já a 17 pontos do rival de Milão na tabela classificativa. «Ciao Scudetto», podem começar a dizer os jogadores milaneses.

Lyon não é invencível

Em França, o pentacampeão Lyon foi derrotado pela primeira vez. A equipa de Tiago perdeu com o Rennes por 1-0, provando que não é insuperável. Ainda assim, a formação do Rhone mantém dez pontos de vantagem para o segundo colocado, o Lille.

Em Espanha, nona jornada foi marcada pelas surpresas. O Real Madrid foi batido em casa pelo Celta de Vigo (2-1) e não aproveitou o empate do Barcelona (1-1) na Corunha. Deco foi titular no meio-campo «blaugrana», mas teve muito abaixo do nível a que habituou os adeptos.

Quem também não soube aproveitar a escorregadela do campeão foi o Valência, que empatou a uma bola no terreno do Espanhol. Miguel cumpriu castigo, enquanto Hugo Viana entrou aos 58 minutos.

Com estes resultados, o Sevilha, de Duda, que não jogou, subiu à liderança, depois de vencer o Osasuna por 2-0.

 

OUTROS PORTUGUESES EM ACÇÃO

. Zé António (E. Frankfurt - Monchengladbach, 1-0) – Titular, fez exibição regular na segunda derrota consecutiva da equipa.

. Beto (Recreativo - Nastic, 2-1) – Excelente actuação ao longo de todo o encontro. Fez apenas três faltas.

. Danny (Kazan - Dínamo, 0-1) – Foi importante no jogo decisivo da época. O Dínamo garantiu a manutenção, com golo de Derlei.

. Nunes (Maiorca - At. Madrid, 0-0) – Muito seguro durante toda a partida, perdeu raros lances para os atacantes clchoneros.

. Jogaram ainda: Ricardo Vaz Té, Vítor Lima, Edgar, Daniel Fernandes, André Portulês, David Facucho, Vidigal, Cadú, Semedo, Paulo Costa, Filipe da Costa, Helio Pinto, João Paiva, Sérgio Conceição, Areias, Marco Ramos, Carlitos, João Manuel Pinto, Alex, Sérgio Pinto, Ricardo Esteves, José Gonçalves, Bruno Aguiar e Makukula.