Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

PSD criará "problema sério" se bloquear portagens

Ministro dos Assuntos Parlamentares advertiu PSD que, se não alterar a sua posição em votação final global e bloquear a cobrança de portagens, estará a criar um problema político "muito sério".

O ministro dos Assuntos Parlamentares advertiu hoje o PSD que, se não alterar a sua posição em votação final global e bloquear a cobrança de portagens, estará a criar um problema político "muito sério".   Jorge Lacão falava numa conferência de imprensa, na Assembleia da República, depois de a oposição em bloco ter aprovado a revogação da aplicação do dispositivo de identificação eletrónica de veículos.     Este dispositivo é considerado essencial para que se possa começar a cobrar portagens em três autoestradas sem custos para o utilizador (SCUT): Grande Porto, Norte Litoral e Costa de Prata.     Tendo ao seu lado o secretário de Estado das Obras Públicas, Paulo Campos, o ministro dos Assuntos Parlamentares desafiou o PSD a clarificar "com maior urgência" se tenciona levar até ao fim o sentido de voto que hoje adotou na generalidade.     "O PSD tem de clarificar perante o país qual a sua posição perante a votação final global. Se a posição do PSD for a de criar condições para um aprofundamento na especialidade e a uma concretização das soluções consensuais que temos estado a trabalhar, não haverá qualquer rutura", disse.  

"Problema polítco muito mais delicado e sério" 

Porém, segundo Jorge Lacão, "se o PSD assumir à cabeça que vai confirmar em votação final global a revogação destes diplomas, naturalmente criará um problema político muito mais delicado e sério".     "Mas não quero antecipar esse cenário, porque ao Governo compete dizer ao país que está a trabalhar para cumprir os objetivos a que se impôs".     Na conferência de imprensa, o ministro dos Assuntos Parlamentares foi também confrontado com a posição hoje assumida pelo Presidente da República, Cavaco Silva.     "O Presidente da República manifestou a convicção de que estão criadas as condições para que haja um entendimento entre forças parlamentares (no caso concreto, com o PSD) para que haja solução adequada e sustentada sobre portagens. O Governo comunga inteiramente desse espírito revelado pelo Presidente da República", acentuou Jorge Lacão.  

Governo e PSD próximos de um entendimento 

Na conferência de imprensa, por várias vezes, o ministro dos Assuntos Parlamentares fez questão de frisar que Governo e PSD estão próximos na parte técnica para um entendimento em torno da política de cobrança de portagens em Portugal.     Para Jorge Lacão, a questão que se coloca ao PSD "é de vontade política".   "O PSD não pode estar num dia a favor da cobrança de portagens em todas as autoestradas e no dia seguinte bloquear a cobrança de portagens. O PSD tem de clarificar a sua posição", dando sinais de disponibilidade para o diálogo "em sede de especialidade" na Assembleia da República, advertiu o mesmo membro do Governo.    *** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.