Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

PS à frente nos Açores

Socialistas lideram destacados as intenções de voto para as eleições regionais dos Açores, que se realizam no domingo, dia 14.

Vasco Cordeiro, o candidato socialista a líder do Governo Regional dos Açores, está mais perto de poder suceder a Carlos César, que lidera os destinos da região há 16 anos.

De acordo com a sondagem da Eurosondagem para o Expresso e a SIC, os socialistas estão confortavelmente à frente nas intenções de voto na região.

Berta Cabral, a candidata do PSD, fica assim mais longe de poder ser eleita a primeira mulher presidente do Governo Regional dos Açores.

A percentagem dos indecisos a uma semana das eleições ainda se cifra junto dos 20%.

FICHA TÉCNICA

Estudo de opinião efetuado pela Eurosondagem, S.A. nos dias 25 de setembro a 2 de outubro de 2012, para o Expresso e SIC. Entrevistas telefónicas realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados. O universo é a população com 18 anos ou mais, residente na Região Autónoma dos Açores, e habitando lares com telefone da rede fixa. Foram efetuadas 3233 tentativas de entrevistas e, destas, 715 (22,1%) não aceitaram colaborar no estudo de opinião. Foram validadas 2518 entrevistas, correspondendo a 77,9% das tentativas realizadas. A amostra foi estratificada por ilhas de residência: Corvo   2,5%; Flores - 4,4%; Graciosa - 5,3%; Santa Maria - 5,5%; São Jorge - 8,3% Faial - 12,8%; Pico - 12,9%;  Terceira - 18,6%; São Miguel - 29,7%). A escolha do lar foi aleatória nas listas telefónicas. O entrevistado em cada agregado familiar foi o elemento que fez anos há menos tempo. Desta forma aleatória resultou, em termos de sexo: feminino - 51,9%; masculino - 48,1%, e, no que concerne à faixa etária, dos 18 aos 30 anos - 17,5%; dos 30 aos 59 anos  - 50,7%; com 60 anos ou mais - 31,8%. O erro máximo da amostra é de 1,94%, para um grau de probabilidade de 95%. Um exemplar deste estudo de opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

Um Estudo de Opinião sobre a intenção de voto na Região Autónoma dos Açores, tem, para além das habituais, uma dificuldade acrescida.

Trata-se de um Sistema Eleitoral onde a percentagem de votos de cada círculo é substancialmente diferente da percentagem de deputados a eleger. E obriga a uma escolha, quando da definição Territorial da Amostra.

Ou se privilegia a distribuição dos mandatos definidos pela legislação eleitoral, ou a percentagem de votantes de cada ilha. S. Miguel representa 55,2% dos eleitores mas elege 19 deputados.

A quadratura do círculo é incontornável.

Nesta sondagem, e porque está em causa a eleição da Assembleia Legislativa Regional, de onde emana o Governo da Região, decidimos privilegiar, (como se constata na Ficha Técnica designadamente no que concerne às entrevistas validadas por ilha), a projeção do número de deputados a eleger por cada partido em detrimento da percentagem de votos.

É pois possível, que neste caso o partido mais votado em S. Miguel e Terceira (o PS, segundo este Estudo) venha a obter uma percentagem global (que não de mandatos) maior do que a que resulta da sondagem.

O sistema eleitoral dos Açores obriga a escolher uma Amostra entre várias possíveis. A Eurosondagem efetuou a que entendeu mais apropriada.

As entrevistas foram realizadas antes da campanha. Os dados são uma fotografia desse momento.