Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Privatização da RTP1 seria "erro grave para futuro da televisão em Portugal"

Sociedade Portuguesa de Autores mostrou-se contra a privatização da RTP1, defendendo que seria um "erro grave para o futuro da televisão em Portugal".

A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) mostrou-se hoje contra a privatização do canal 1 da RTP, afirmando que seria um "erro grave para o futuro da televisão em Portugal".

A eventual privatização do canal 1 da RTP teria como consequência o "afastamento da programação diária de temas que, seguramente, não seriam do interesse das televisões privadas, mais preocupadas com a lógica das audiências e com os lucros da publicidade", afirma a SPA em comunicado.

Segundo a SPA, "a programação de um canal público entretanto privatizado pouco espaço deixaria para a inclusão dos trabalhos dos autores e artistas portugueses".

Serviço público tem de continuar, defende SPA

A SPA salienta também que a existência de um canal público de televisão representa "um sinal" da responsabilidade do Estado em matéria de comunicação social, que não "deve ser banido somente porque o tempo é de severa austeridade".

"Se há cortes e restrições a pôr em prática, então que sejam efetuados de forma criteriosa no quadro vigente, não devendo, em circunstância alguma, traduzir-se na pura e simples eliminação de um canal de serviço público", defende a SPA.