Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Polícia italiana anuncia detenção de alegado membro da máfia

Polícia de Caserta, perto de Nápoles, anunciou a detenção de Nicola Schiavone, filho de "Sandokan", que está preso e é o presumível chefe do clã Casalesi, um dos principais grupos da camorra, a máfia napolitana.

A polícia de Caserta, perto de Nápoles, anunciou hoje a detenção de Nicola Schiavone, filho de "Sandokan", que está preso e é o presumível chefe do clã Casalesi, um dos principais grupos da camorra, a máfia napolitana.      Schiavone sucedeu, segundo a polícia, ao pai, Francesco Schiavone, denominado "Sandokan", que está há vários anos numa prisão de alta segurança a cumprir uma pena de prisão perpétua, depois de ter sido acusado de uma série de homicídios e extorsões.       Segundo a cadeia de informação contínua Sky TG24, Schiavone, que era obcecado pela segurança e tinha o esconderijo repleto de câmaras de segurança e outros detetores, não ofereceu resistência quando foi preso.      Schiavone, o mais velho dos sete filhos de "Sandokan", é suspeito de ter encomendado o triplo homicídio de três afilhados do clã a que pertence, que teriam tentado fazer jogo duplo.      Nicola Schiavone foi condenado a 9 de janeiro em primeira instância a dois anos e oito meses de prisão por ter assumido ilegalmente o controlo em nome do clã de um concessionário automóvel em Casal di Príncipe.      Com esta apropriação, o clã procurava evitar a provável confiscação do concessionário pelas autoridades.      *** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.