Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Pilates e Aeróbica para o Povo, já!

Num país com o custo de vida ao rubro, Sócrates quer as pessoas a fazer exercício físico, de tal forma que até baixou o IVA nos ginásios. É caso para dizer: Somos pobres, mas fisicamente honrados. (Oiça o podcast no final do texto)

João Garcia, subdirector

O primeiro facto relacionado com José Sócrates de que eu me lembro depois de o ver despedir-se de tantos e tão ricos líderes europeus foi a de ter lido que vai baixar o IVA dos ginásios de 21 para 5%. O pão vai aumentar 10%, o leite não pára de subir, transportes e energia vão por aí acima, e até as taxas moderadoras da Saúde sobem à medida que diminuem os centros de atendimento. (Lá virá o dia em que dirão que são as regras do mercado: pouca oferta...)

Entender uma medida destas, que nem o secretário de Estado do Desporto foi capaz de explicar (clique no link no final deste texto para ouvir o podcast), exige muita imaginação, ou um Governo que responda a perguntas.

Será que Sócrates quis prometer à srª Merkle que as nossas mulheres serão todas altas e esbeltas; ou ao sr Sarkozy, que todos os nossos homens também darão a volta à cabeça da Carla Bruni?

Será que o recurso aos ginásios é uma medida para evitar atropelamentos entre os que fazem correrias nos passeios?

Será que raquetas de ténis, patins e fatos de esqui, material de golfe, equipamento de montar vai tudo ter IVA reduzido?

Ou será que o Governo perdeu mesmo a noção do país, como se queixam quase todos os grupos de pressão, e no maior desprezo pelos mais pobres resolveu baixar o IVA do Pilates, Step, Spinbike, Aeróbica e etc.?

Provavelmente, o primeiro-ministro acredita que existe o país de que ele nos fala. Talvez uns dias na terra que o viu nascer, Vilar de Maçada (quanto custará lá o ginásio?), lhe fizessem melhor que dez idas a Bruxelas.

A menos que tenha sido gralha do diploma.