Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

PCP diz que Governo está a ceder "aos grandes interesses"

O PCP lamentou hoje que o governo socialista continue a insistir numa lógica de "cedência aos grandes interesses" ao decidir adiar a construção da terceira travessia do Tejo e do novo aeroporto de Lisboa, preterindo o investimento público.

"Em nosso entender, o que esta decisão vem demonstrar é que o Governo socialista, em vez de apostar no investimento público para combater o desemprego e defender a produção nacional, insiste na mesma lógica de cedência aos grandes interesses, o que implica o corte no investimento público", disse à Lusa o membro da Comissão Política do PCP Vasco Cardoso.

Para o dirigente comunista, o Governo socialista continua, ao não apostar no investimento público, a "agravar as injustiças sociais e a liquidar a capacidade produtiva" do país, acrescentou.

Vasco Cardoso referiu também que o PCP tem insistido "numa posição favorável ao investimento público que contribua para a modernização e crescimento económico do país", como forma de dar resposta aos problemas nacionais do crescimento e do desemprego.

"Este adiamento, em nosso entender não pode significar um novo pretexto para comprometer investimentos que são necessários à vida das populações e à economia do país", salientou.

Daí que o PCP considere que esta decisão "é errada" pois o Governo socialista está a "alterar as prioridades de crescimento económico".

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.